O Rei à Reata

Este jogo é praticado essencialmente por meninas. Para começar, várias raparigas dispõem-se em semi-círculo. Uma, colocada ao centro, aponta para cada uma das raparigas, dizendo uma cantilena. A última a ser apontada abandona a roda e esconde-se. De seguida, inicia-se de novo a cantilena, retirando ao grupo sempre um elemento. Este processo repete-se até que o grupo fique esgotado. Nessa altura, a moça que resta tem que esperar que todas as outras se escondam para depois partir à sua descoberta.

 

Eixo, Rebaldeixo, Caramelo ao Pé do Eixo

Este jogo está associado à destreza masculina e pode ser praticado por um número indeterminado de jogadores. Um dos participantes baixa-se, inclinando o corpo para a frente e apoiando as mãos nos joelhos. A uma dada distância deste jogador, faz-se um risco no chão. Os restantes elementos devem saltar sobre o que se encontra curvado, partindo da posição de pés juntos e sem pisar o risco. Quem pisar o risco, ou não conseguir saltar, ocupa o lugar do jogador que está curvado, por forma a que os outros saltem por cima.
A dificuldade do jogo vai aumentando à medida que o jogador por cima do qual todos saltam se afasta gradualmente do risco traçado no chão.

 

Eixo

Vários jogadores, em número indeterminado, colocam-se em fila indiana. O primeiro baixa-se, inclinando o corpo para a frente, com as mãos nos joelhos. O que se encontra atrás dele salta-lhe por cima, apoiando as mãos nas costas do que está inclinado. Após o salto, coloca-se na mesma posição do primeiro. O terceiro salta, então, por cima dos dois que já estão em jogo, e assim sucessivamente.
O jogo termina apenas quando o cansaço dos jogadores a tal obriga.

 

Cabra-Cega

Neste jogo, coloca-se uma venda nos olhos de um dos jogadores, para ser a cabra cega. Os outros jogadores andam à sua volta, tocando-lhe, mas sem se deixarem apanhar. Quando alguém é apanhado não pode falar, pois a cabra cega tem que tentar adivinhar quem é a pessoa. Se conseguir identificar, o jogador apanhado passa a ser a cabra cega.

 

Aeroplano

Este jogo é praticado essencialmente por raparigas, no recreio da escola ou no adro da igreja. Desenha-se no chão uma forma semelhante à figura de um avião, dividida em oito casas, e cada participante escolhe uma pedra (malha). Uma jogadora lança uma malha para a primeira casa do aeroplano. A jogadora salta ao pé coxinho para a segunda, depois para a terceira, em seguida um pé na quarta e o outro na quinta ao mesmo tempo, passa para a sexta, novamente ao pé coxinho, e repete na sétima e na oitava o que fez na quarta e na quinta. Finalmente, vira-se e faz-se o percurso de regresso. Chegando à casa dois, apanha a malha da casa um, sem colocar o seu segundo pé no chão, e salta para o início. Repete o mesmo exercício lançando a malha nas outras casas.
A jogadora perde a sua vez de jogar quando a malha cair fora da casa ou se pisar alguma linha.

 

Paloa

Este jogo é praticado por várias crianças. Duas delas ficam de mãos dadas e braços levantados, em forma de ponte, enquanto as restantes fazem uma fila, passando por baixo dos braços das primeiras. Ao mesmo tempo, todos cantam uma canção característica. Aquele que ficar entre os braços das duas raparigas escolhe para trás de qual se vai colocar. Ganha o grupo que ficar mais numeroso ou, em caso de igualdade, traça-se um risco no chão e efetua-se um jogo de tração.

 

  << Página anterior Próxima página >>  

1  |  2  |  3